Alerta Setembro Amarelo: estudo revela que 83% dos profissionais da saúde demonstram sinais da Síndrome de Burnout

Desde o ano de 2015, a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), organiza nacionalmente o Setembro Amarelo, mês importante de combate e prevenção ao suicídio.

Todos anos no Brasil são registrados mais de 12 mil suicídios, sendo que no mundo esse número passa de 1 milhão. Cerca de 96,8% dos casos se relacionam a transtornos mentais como a depressão, transtorno bipolar e abuso de substâncias.
Os médicos muitas vezes acabam se atentando aos tratamentos e prevenções de pacientes, esquecendo-se da importância da autoanálise. Especialmente nesse momento de pandemia, no qual a carga e nível de trabalho dos profissionais de saúde crescem.

Uma pesquisa inédita mostra que 83% dos profissionais de saúde demonstram sinais da Síndrome de Burnout. A doença se manifesta quando a exaustão em relação ao trabalho é completa, física e mental, e pode vir acompanhada de outras enfermidades como ansiedade e depressão.

Considerando o total da pesquisa, incluindo os profissionais que estão e os que não estão na linha de frente, a Síndrome do Burnout apareceu em 79% dos médicos; 74% dos enfermeiros; e 64% dos técnicos de enfermagem. Os dados também apontam que, quanto mais jovem o profissional, maior a chance de esgotamento, e que a síndrome aparece mais em mulheres.

Outro dado relevante é a mortalidade: as causas externas de óbito como acidentes, homicídios e suicídios na classe médica são cerca de duas vezes mais incidentes do que na população em geral. Ainda, de modo geral, apenas a taxa de suicídio é um risco relativo quatro vezes maior de mortes entre médicos do que no restante da população.

A saúde mental não afeta apenas a vida do médico, mas as de seus pacientes. De acordo com artigo publicada na revista médica JAMA Network Open, um médico com sintomas depressivos tem 95% mais chances de relatar ter cometido um erro médico em na comparação com colegas de profissão que não apresentam estes sintomas.

​ O #SeCuidaDoutor tem um guia específico com referências para dar apoio aos médicos para lidarem com o Burnout. Para outros sintomas a própria hub da campanha Setembro Amarelo possuí dicas valiosas de prevenção e combate à doenças mentais..

*A Bayer não tem parceria ou se responsabiliza pelos serviços citados e prestados por terceiros.

<< voltar para Covid-19