Dicas e alternativas para dormir melhor durante a pandemia

Uma pesquisa inédita realizada pela The Bakery, empresa internacional de inovação corporativa, revela que quase a metade da população brasileira (47%) está tendo mais dificuldades para dormir por causa das mudanças de rotina provocadas pela pandemia.

Para os médicos, tão importante quanto diagnosticar e tratar distúrbios do sono —como apneia, insônia, síndrome das pernas inquietas, sonambulismo e outros problemas comuns— é alertar sobre a qualidade do sono para evitar consequências mais graves.

De acordo com o neurologista Bruno Funchal, do Hospital Santa Paula, uma noite bem dormida pode reduzir o risco de obesidade e hipertensão, além de proteger contra o declínio cognitivo relacionado às demências. Um sono reparador também tem sido associado à diminuição das taxas de depressão.

Segundo dados da Associated Professional Sleep Societies (Associação Profissional das Sociedades do Sono), dedicada a pesquisas relacionadas ao tema em todo mundo, a insônia faz parte da rotina de 10,2% a 40% da população mundial. No Brasil, o problema acomete cerca de 40% da população, segundo dados do Instituto do Sono.

“É muito importante saber que a insônia não é doença, mas um sintoma. Ela é a manifestação de que algo não anda bem e deve ser investigado. É necessário levar em consideração fatores sociais, biológicos, psicológicos, cognitivos, comportamentais e até mesmo genéticos, que podem desencadear o quadro”, explica o neurologista.

Algumas dicas básicas para melhorar a qualidade do sono, segundo o Hospital Sírio-Libanês, são:

  • Adotar horários regulares de sono
  • Evitar dormir muito durante o dia
  • Praticar atividade física
  • Evitar bebidas com cafeína à noite
  • Comer alimentos leves no jantar
  • Evitar consumo de álcool
  • Diminuir a exposição à luz durante a noite
  • Fazer atividades relaxantes ao fim do dia
  • Não "brigar" com a insônia e ir para a cama sem sono

Para auxiliar no monitoramento do sono, confira a seleção de aplicativos do #SeCuidaDoutor:

Sleep As Android
O Sleep As Android é um despertador inteligente que rastreia o ciclo de sono e acorda o usuário suavemente no momento correto. Para utilizar, basta configurar o alarme para o horário desejado, escolher o som do despertador e deixar o smartphone no colchão, próximo ao corpo.

Sleep Cycle Alarm Clock
Com interface simples, o Sleep Cycle analisa a qualidade do sono e desperta o usuário durante os picos mais leves. A ideia é que quem utiliza o aplicativo acorde da forma mais natural possível. O app também monitora os movimentos do usuário enquanto dorme, utilizando o acelerômetro do smartphone.

Sleep Genius
Outro app bastante conhecido, tanto dos usuários de Android quanto dos usuários de iOS, é o Sleep Genius. Ele está disponível apenas em versão paga em ambas as plataformas. Segundo o desenvolvedor, ele foi concebido para fazer com que você durma mais rápido, melhor e sem interrupções.

Relax Melodies: Sleep Sounds
Um dos apps mais bem avaliados tanto na loja de aplicativos da Apple quanto na da Google é o Relax Melodies: Sleep Sounds. Aqui a promessa não é a de entregar programas de sono para que você possa seguir e dormir melhor, mas sim sons específicos para cada tipo de relaxamento. Há sons de natureza, músicas de meditação e toques para estimular as suas ondas cerebrais. Basta seguir o passo a passo de algumas meditações guiadas que podem auxiliar você a ter uma boa noite de sono.

*A Bayer não tem parceria ou se responsabiliza pelos serviços citados e prestados por terceiros.

<< voltar para Covid-19