Sobre a importância de orientar pacientes a não interromperem tratamentos

Mais pessoas têm evitado ir ao hospital quando se sentem doentes ou apresentam algum sintoma —fato que preocupa diversas entidades médicas no Brasil e no mundo. O #SeCuidaDoutor preparou informações que servem de alerta para amigos e familiares: interromper tratamentos é um grande risco à saúde.

O hospital A.C Camargo, referência no tratamento de câncer, registrou redução média de 65% no número de novos pacientes na pandemia, sendo 74% no centro de referência de tumores da mama do hospital e 79% no centro de referência de tumores urológicos, que são mais comuns em pacientes homens, acima de 60 anos.

Em um momento no qual a sociedade de maneira geral está empenhada em frear o crescimento de casos de contaminação pela COVID-19, praticando o distanciamento social e evitando sair de casa, há alguns pontos relevantes que precisam ser considerados sobre os cuidados que todos devem ter com a saúde.

Legalmente, caso operadoras de planos de saúde neguem tratamento, os pacientes devem entrar com recursos. De acordo com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) tratamentos continuados não podem ser interrompidos, sob pena de colocarem em risco a vida dos pacientes.

Também devem ser mantidos pelos beneficiários dos convênios os atendimentos relacionados a:

- Pré-natal, parto e puerpério;

- Doenças crônicas;

- Revisões pós-operatórias;

- Diagnóstico e terapias em oncologia, psiquiatria e outros tratamentos continuados ou cuja não realização ou interrupção coloque em risco a vida dos beneficiários.

Cuidado redobrado com problemas cardíacos e oncológicos
A SBH (Sociedade Brasileira de Hipertensão) alerta que, com o isolamento social devido à pandemia do novo coronavírus, indivíduos com pressão alta devem ter atenção especial, e acompanhamento de especialistas são cuidados necessários para mantê-la sob controle.

Para o Dr. Victor Piana, Superintendente Executivo de Operações e Diretor Médico do A.C.Camargo Cancer Center, o coronavírus é mais um item que o paciente deve considerar em sua rotina de precauções, que já é muito criteriosa para quem trata o câncer. “Um paciente com câncer não deve interromper seu tratamento oncológico”, complementa.

Para aqueles que precisam fazer consultas, tenham em mente as seguintes dicas de proteção: utilize máscaras, leve álcool em gel e higienize as mãos com frequência, mantenha cerca de dois metros de distância de outras pessoas e, se possível, evite transporte público.

<< voltar para Covid-19