Alimentação e gastronomia

PRATO INTELIGENTE

A escolha certa dos alimentos é determinante para manter a vitalidade durante um dia de trabalho.

Fazer uma pausa para o almoço durante o trabalho é fundamental. Além de dar energia para o resto da jornada de trabalho, é um momento de descanso e descontração. Ainda assim, é preciso ter cuidado na escolha dos alimentos ingeridos. Nada pior do que ter aquela sensação de cansaço e moleza após o almoço, tendo um dia todo pela frente.

Para não deixar o rendimento cair depois da refeição, é preciso evitar alimentos ricos em carboidratos simples, como macarrão, arroz, batata, farofa, suco de laranja e sobremesas com muito açúcar.

“Esses alimentos provocam um pico de glicemia no sangue, que é seguido por uma baixa. Durante essa baixa, sentimos a falta de disposição, que pode vir seguida de sono”, lembra a nutricionista do Hospital e Maternidade São Cristóvão, Ana Paula Gonçalves.

Outra dica importante é não ficar adiando a pausa para o almoço, deixar para ir comer quando a fome já está enorme. A chance de se exagerar na comida é bem maior.

“Após uma refeição de grandes quantidades, o sistema digestivo precisa de muita oxigenação para realizar as funções e o corpo acaba diminuindo o fluxo sanguíneo de outras áreas do corpo, inclusive do cérebro”, destaca.

O ideal é fracionar bem as refeições e priorizar o consumo de legumes para dar mais saciedade. Para pequenos lanches, ter à mão uma pequena porção de amêndoas é uma boa tática. Essa fruta seca é composta por diversos nutrientes que aumentam a energia, como manganês, vitamina E, magnésio, triptofano, cobre, vitamina B2 (riboflavina) e fósforo.

<< voltar para dicas